Eu Sou Malala

 Eu Sou Malala
A história da garota que defendeu o direito à educação e foi baleada pelo talibã.

Por Adriel Alves

Em um mundo onde a ignorância ainda reina absoluta em muitos lugares, Malala tirou
forças de sua paixão pela educação para afrontar o Talibã que queria impedir as mulheres de
frequentar as escolas em nome dos “princípios do islamismo”. O extremismo dessa organização terrorista é perturbadoramente descrito nas páginas dessa obra.

Eu sou Malala não é apenas um livro biográfico, é também um livro histórico, sobre o ponto
de vista de uma habitante do Swat. Através dela conhecemos um pouco dos costumes locais e da cultura desse povo, ampliamos um pouco a nossa mente fechada sempre alienada com as coisas do ocidente.

O hábito da leitura traz um medo enorme aos ignorantes, àqueles que querem dominar tudo
e todos através do poder e da violência. A sabedoria é a única arma que pode destruir o mal da ignorância pela raiz, e é por isto que os políticos e demais personalidades poderosas têm tanto medo dela, pois alimentam-se da inocência dos incultos e iletrados.

Eu Sou Malala é um grito de revolução e mostra que cada um tem o poder de mudar o
mundo à sua maneira, que cada um pode sim mudar o mundo através da educação. Leitura
recomendadíssima.

Título Original: I am Malala: The Girl Who Stood Up for Education and was shot by the taliban
Autoras: Christina Lamb e Malala Yousafzai.
Editora: Campainha das Letras Ano: 2013 Páginas: 360

Utopia

Related post

3 Comments

  • Me interesso bastante por esse livro, mas ainda não li. Adorei sua resenha!

    • Pois coloca na lista que você não vai se arrepender. <3

    • Olá, fico muito feliz que tenha gostado da resenha!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese